quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Oficina de escrita

 MARVÃO




Marvão é uma pequena aldeia de grandes mistérios. Esta situa-se no distrito de Coimbra, concelho de Cantanhede e freguesia de Covões.

Este nome deriva do facto do mar vir em vão, ou seja a água desse mar ter chegado, de vez em quando, a Marvão. A aldeia tem origem segundo os anciãos no século VIII d. C.

Esta terra contém muitos monumentos históricos, entre eles 2 cruzeiros, um que se situa no largo de festas, que foi criado pela junta de freguesia e povo em 1991, o segundo chamado cruzeiro de S.Tomé.

Outro dos pontos históricos é um grande lavadouro que foi inaugurado em 1953 pelo presidente Manuel Mateiro e vice presidente David Santos Marralheiro.

Além disso existem 2 grandes pedras: a Gurita uma pedra (marco de triangulação geodésico) do século XII utilizada para avistar o mar e a Pedra Moura  onde os mouros hasteavam a sua bandeira.

Também de interesse são os 3 marcos existentes em Marvão que servem de divisória entre Marvão e uma pequena zona chamada Quinta do Marco.

O santo padroeiro desta terra é o São Tomé, o santo que só acredita vendo. Os festejos realizam-se a 25 de julho, o dia de S. Tomé, com cerimónia religiosa e uma alegre romaria.
.
Aqui,mantendo a tradição, o povo dedica-se à agricultura (vinha, milho, plantação de couves, alfaces...).

Aconselhamos a visita a Marvão porque é uma terra muito misteriosa com grandes factos históricos.
E lá por ser uma aldeia pobre não deixem de visitá-la, pois é uma terra fantástica, acolhedora e calma.


                                                                               CARLA BARREIRO Nº 6, 8ºB

                                                                              CONSTANÇA DIAS Nº 7, 8ºB 

Sem comentários: