domingo, 18 de fevereiro de 2018

Oficina de escrita

Descrição de uma paisagem




Encontrava-me num dos areais da Câmara de Lobos, na ilha da Madeira. O azul enchia-me a vista e o mar convidava a um mergulho.

Em primeiro plano, avistava águas calmas, reluzentes e translúcidas que me transmitiam tranquilidade, paz e felicidade. Pequenas embarcações repousavam, suavemente embaladas pela doce brisa marítima.

Mais ao fundo, à direita, elevava-se um promontório de altas rochas castanhas, escarpadas e nuas, mas fortes como os maiores conquistadores, que contrastavam com o azulado do oceano. No topo, erguia-se um majestoso e imponente farol, único meio de iluminação e vigilância daquela imensidão nas noites frias e escuras de Inverno, que parecia chamar-me para a aventura.

Por cima de tudo, surgia um céu da cor do mar e onde nuvens brancas e traquinas pareciam neve fofa ou fios de algodão doce.

Sentia-me aconchegado, feliz e tranquilo no reconforto desta paisagem marítima.



Texto elaborado coletivamente pelos alunos do 5.ºA

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Oficina de escrita

Retrato



Gilberto estava a viver em casa da sua tia na rua do Bem-estar. Nascera em Espanha, mas já estava a aprender a falar português, embora com alguma dificuldade.

Tinha cabelo preto, curto e uma franja sempre despenteada. Seus olhos eram castanhos como terra e seu nariz arrebitado. Os seus lábios grandes e vermelhos pareciam estar sempre sorridentes no rosto triangular e moreno.

Usava camisola verde-clara com risquinhas verde-escuras como um campo verdejante, contrastando com as calças de cinzento azulado lembrando a cor do céu nos dias de chuva.

Gilberto era jovem, de estatura média, frágil e elegante. Aparentava sempre um ar um pouco estranho, embora arranjado.

Ele era calmo, bem-humorado, tímido, sério, pensativo, ligeiramente desajeitado e lento como um caracol. Na verdade, tinha muitas qualidades, pois todos o consideravam um rapazinho educado, delicado, corajoso, solidário, generoso e responsável.

O seu único defeito era ser teimoso!

                                                                      
Marta Heleno n.º 15, 5.ºA
                                                                                                                    Xavier Pereira n.º 22, 5.º A

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Oficina de escrita

Retrato






Josefino era um homem idoso com cerca de 79 anos. Todo o seu ser refletia os traços do envelhecimento e de uma vida sofrida e dura.

O seu cabelo era curto, tinha um rosto triangular, uns grandes olhos, um nariz pontiagudo e uma boca carnuda.

Josefino era um homem educado e calmo, o seu único defeito era ser esquecido. Apesar da sua idade, nada o impedia de desfrutar do prazer da leitura, mesmo com o seu problema de visão. Todos os dias de manhã ia buscar o seu jornal favorito, o Diário de Notícias.

A gentileza e a meiguice sobressaíam da sua personalidade.



Inês Vieira n.º 7, 5.ºA

João Silva n.º 8, 5.ºA

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Oficina de escrita



Ascensão e Diana




Ia eu a passear pela rua quando avistei duas mulheres…

Uma era idosa e trazia na cabeça um belo lenço, tão belo como as folhagens que caem no outono e como as ondas do mar que batem nas rochas e, lentamente, se vão desmoronando.

Tinha os olhos semifechados como duas lantejoulas cortadas ao meio. O seu nariz era bastante saliente e a sua boca carnuda era mais rosada do que vermelha. O seu rosto era oval e enrugado como a areia no fundo dos oceanos. Vestia uma camisa aos losangos com botões vermelhos e, por cima, trazia uma casaca cinzenta com as mangas arregaçadas e que procurava apertar com a sua mão enrugada. Ao seu lado, encontrava-se a sua neta Diana, de nove anos. Tinha cabelo escuro e liso. Seus olhos eram expressivos e tinha o nariz achatado. A sua boca era fina e esboçava um sorriso. Vestia um camisolão amarelo com uma bonita gola. Com o peito encostado aos grandes seios da avó, denotava estar muito atenta.

Pela conversa entre a idosa e o padeiro daquela região, percebi que o seu nome era Ascensão. Que nome tão antigo era aquele! Parecia lembrar as pombas a voar no cimo das nuvens em grande harmonia! Todavia, Ascensão transmitia um olhar agressivo e simultaneamente defensivo. A sua neta Diana, pelo contrário, parecia pacífica.

Apesar de todas as impressões resultantes da expressividade das suas feições, Diana e Ascensão eram muito amorosas uma para com outra, pois davam-se muito bem, o que, hoje em dia, é raro acontecer.

Adriana Gomes Dias, n.º 1, 5.ºA

Afonso Heleno Guilherme Simões, n.º 2, 5.ºA

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Oficina de escrita

Retrato



Yasmin

Yasmin é uma jovem de 16 anos nascida na Rússia, mas que emigrou com a família para Angola, fazendo com que a sua pele ficasse bronzeada pelo sol abrasador daquele país.

Yasmin é alta, magra, bela, descuidada e muito forte, por ter participado em cinco maratonas. O seu cabelo é encaracolado e ruivo, o seu rosto é redondo e corado. Os seus olhos são da cor do mar azul, mas pequenos; o seu nariz, muito delicado e a sua boca pequena. 



Psicologicamente, é muito agitada, rápida, viva, determinada e organizada. As pessoas que a conhecem dizem que ela imana simpatia. Pelo lado bom, é conhecida por ser corajosa, educada, responsável, justa e honesta. Porém, pelo lado mau, tem fama de ser a mais conflituosa da sua família. De acordo com o que os seus parentes dizem, Yasmin anda sempre a passear como um pássaro, talvez também por ser uma nadadora tão boa como um golfinho ágil e audaz.

Apesar dos seus defeitos, é um exemplo de vida para todas as crianças da sua faixa etária. Ainda que pouco possua, tem uma vida cheia de sorrisos.


Mara Vinhas, n.º 13, 5.ºA

Marco Catarino, n.º 14, 5.ºA

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Oficina de escrita

Retrato





Ali está ela, a minha filha Rebeca, uma bela jovem de vinte e quatro anos.  
     
Ela é alta e magricelas. Tem um cabelo repleto de caracóis ruivos que mais parece um campo de tulipas alaranjadas. Quando olho para o seu rosto oval, perco-me nos seus olhos da cor do mar, o seu nariz é pequeno e delicado, como um bebé. A sua boca é pequena, bem-desenhada e está sempre sorridente. Penduradas nas suas orelhas claras como a neve, estão duas argolas de prata cintilante como estrelas numa noite de primavera.

Traz vestida uma camisola de malha mais escura que um gato preto, umas calças de ganga azulada e, a combinar com a camisola, umas botas negras.

Ela é sempre divertida, brincalhona, indecisa, mas determinada. Tem qualidades como ser simpática, gentil e carinhosa, mas também tem defeitos porque é bastante teimosa.

O meu amor por ela é incondicional, apesar de nem sempre concordar com ela. A Rebeca tem muitas imperfeições, mas ninguém é perfeito, principalmente ela.


Laura Cardadeiro n.º 9, 5.ºA
Thiago Fresco n.º 20, 5.ºA

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Oficina de escrita




Retrato


Preparação do terreno junto à estufa e sementeira, António José, ou Tó Zé, como era conhecido pelo povo da Aldeia, era um idoso de 78 anos de idade.

Era frágil e cansado pela vida de trabalho que tinha levado pela frente. O seu cabelo branquinho e sedoso estava coberto por um barrete. O seu rosto redondo, moreno e um pouco enrugado estava sempre a ler a Boa Nova que o carteiro lhe trazia todos os dias. Os seus olhos mortiços, redondos e de cor negra estavam sempre inexpressivos. O seu nariz achatado, pequeno e adunco estava sempre entupido. A sua boca era pequena, pálida e da cor de vinho.

Tó Zé era pensativo, organizado, tímido, mas despachado. Era uma pessoa pacífica, discreta e justa.
Ele era o mais culto da rua.


Letícia Jesus n.º10, 5.ºA
                                                                                              Afonso Pinto n.º3, 5.ºA

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Oficina de escrita


Retrato



Rodrigo é angolano e tem doze anos. O seu rosto parece chocolate.


Ele é jovem e tem o cabelo curto e macio como lã. Tem o rosto mais ou menos oval, escuro e amigável.

Seus olhos castanhos assemelham-se a avelãs. O nariz é achatado como uma pera e a boca, embora pequena, é recheada por lábios grossos.

O Rodrigo é calmo e tímido, mas divertido e brincalhão, pensativo e apressado. Ele é educado, simpático, amável e gentil.

Todavia, ele tem um grande defeito: é preguiçoso, mas... muito feliz!


Gonçalo Gaspar,n.º6, 5.ºA
Simão Rocha, n.º19, 5.ºA