terça-feira, 28 de março de 2017

A Aia







Prós: A eficácia da sua organização.
Contras: Nenhum.

O conto A Aia, de Eça de Queirós, é uma espécie de presente em forma de livro para qualquer pessoa, pois este está repleto de características ligadas à História.

 Esta narrativa retrata, com expressividade e rigor, o ambiente social da corte na Idade Média onde existiam aias cujo trabalho era educar os filhos do Rei, amando-os e instruindo-os.

Além disso, as lutas entre irmãos eram muito comuns, visto que eles invejavam os herdeiros ao trono real evidenciando ódio e raiva, podendo até levar a pensamentos mais obscuros. Eça de Queirós ilustrou, com muita clareza, dois contrastes neste conto – o ódio e o amor, a cobiça e a lealdade.

Admiro, também, a capacidade descritiva deste escritor evidenciada, por exemplo, ao descrever as diferenças dos bebés - o príncipe e o filho da aia - através do material que compunha os berços que lhes pertenciam.

Em suma, recomendo a leitura deste conto, porque despertou as minhas emoções, mas também pelo seu final controverso, inesperado e humanista.
Daniela Silvano


A Aia
Eça de Queirós
Contos, Porto Editora, 2011

€ 13,99 

Sem comentários: