terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Boletim Bibliográfico n.º 27 | Sentimentos




A ler...

Os sentimentos exprimem a felicidade, fazem sorrir. A análise dos sentimentos exprime a felicidade; faz sorrir. Aqueles elevam a alma, independentemente do espaço, do tempo, até à conceção da humanidade considerada em si mesma, nos seus membros ilustres! Esta eleva a alma, independentemente do tempo, do espaço, até à conceção da humanidade considerada na sua mais alta expressão, a vontade! Aqueles tratam dos vícios, das virtudes; esta trata apenas das virtudes. Os sentimentos choram quando lhes é preciso, tanto como quando lhes não é. A análise dos sentimentos não chora. Possui uma sensibilidade latente, que apanha desprevenido, arrasta por cima das misérias, ensina a dispensar guia, fornece uma arma de combate. Os sentimentos, sinal da fraqueza, não são o sentimento! A análise dos sentimentos, sinal da força, engendra os sentimentos mais magníficos que conheço.

Isidore de Lautréamont, Poesias (adaptado).


Sem comentários: