quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Oficina de escrita


Vilamar



Vilamar é uma freguesia do concelho de Cantanhede, com cerca de 5,66 Km2 de área e 780 habitantes.

Até à década de 30 do século XX chamava-se Escumalha devido ao isolamento que sofreram os judeus e cristãos novos que aqui se fixaram nesta terra de gândaras e pinhal situada entre as pedras pedregosas de Cantanhede e a costa. A 6 de julho de 1940, por Decreto-Lei foi decidido pelo Diário de Governo, que Escumalha passava a chamar-se Vilamar. A 12 de julho de 1986, Vilamar passou a freguesia.

Desde meados do século XIX, Vilamar é uma das terras mais conhecidas do mundo da ourivesaria portuguesa. Ainda hoje há uma numerosa população que se dedica à ourivesaria e relojoaria.

Antigamente, muitos partiram pelo país fora como ourives ambulantes, as famosas “malas verdes” que o percorriam todo de bicicleta e que hoje dá origem a muitas ourivesarias espalhadas por todo o território nacional.

A terra fértil permite o cultivo abundante de cereais, legumes, hortaliças e vinho. Em Vilamar existem serviços de correio, de agência de seguros, farmácia, supermercado, pastelaria, cafés, loja de móveis e cabeleireira.

Vilamar possui um património cultural vasto, como a igreja paroquial, escola do Ensino Básico, um fontanário no largo da Igreja, outro na rua Manuel Cruz Júnior, o edifício Sede da junta de freguesia e a Lagoa da Torre que é um espaço de lazer.

No início de julho há a festa de São Tomé, o padroeiro da terra, com missa solene e procissão e no fim de agosto comemora-se a festa das Vindimas.

Vilamar também tem uma gastronomia apreciada, como o cozido à portuguesa, frango de churrasco e leitão à Vilamar.

Por tudo isto, Vilamar é uma localidade que deve ser visitada, não só pela sua gastronomia, pelo seu património cultural, pelas festas mas também pelas suas paisagens verdejantes e o seu sossego.


Ana Rita Almeida Catarino, Nº 3
Ana Rita Chorosa Cruz, Nº 4     8.º B

Sem comentários: